Brasileira esposa de vice-governador da Pensilvânia, é vítima de ofensas racistas nos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Gisele Barreto Fetterman

A segunda-dama do estado da Pensilvânia, nos EUA, a brasileira Gisele Barreto Fetterman foi xingada de nigger por uma mulher branca enquanto estava na fila do supermercado, no último domingo (11). Esta palavra é tão ofensiva nos Estados Unidos que quando insultos similares acontecem, para não repetir o uso da palavra, comentaristas se referem a ela como “a palavra N”. Nem por extenso ela é escrita.

Gisele, que é casada com o vice-governador do estado, o democrata John Fetterman, denunciou o ataque racista e postou o vídeo da agressora em suas redes sociais. Nas imagens é possível ver a mulher se aproximando da janela do carro, tirando a máscara e dizendo: “Você é uma n*”.

Foi horrível. Eu estava na fila quando essa mulher passou por mim e começou a falar, me chamando de n*, dizendo que meu marido casou com uma n*, que eu sou uma ladra, que eu não pertenço a este lugar, coisas horríveis” disse a segunda-dama em entrevista ao jornal O GLOBO. Que completou: “Ela disse: “Olha aí, chegou aquela n* com quem o Fetterman casou”, como se eu tivesse estragado o sangue puro da família dele“, contou Gisele que é conhecida na Pensilvânia por seu envolvimento em causas sociais e a favor dos direitos dos imigrantes.

Geralmente a brasileira sai de casa acompanhada de seguranças, mas no domingo à noite, como estava chovendo, ela achou que podia ir ao mercado, a três minutos de casa, sem avisar e acabou seguindo com o próprio carro.

A polícia já identificou a mulher que aparece no vídeo e ela está sendo investigada.

A brasileira já fundou três organizações não governamentais nos EUA e é reconhecida por sua posição ativa na política. No fim do mês passado, se reuniu com o marido e o candidato democrata à Presidência, Joe Biden, de cuja campanha tem participado pedindo votos no estado.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.