Boeing demite 65 funcionários por conduta racista

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A empresa Boeing demitiu , na última sexta-feira (30), 65 funcionários e advertiu 53, por conduta racista e discriminatória. A empresa, que após a onda de protestos do Black Lives Matter admitiu tolerância zero ao racismo, realizou entre os meses de junho de 2020 e abril de 2021, as medidas do plano de ação da companha pela igualdade racial.

Muitas empresas nos Estados Unidos, estão sendo pressionadas para combater o racismo e incluir maior diversidade. A Boeing em 2020, ficou em 27º lugar entre mais de 1000 empresas que possuem o compromisso de aumentar a diversidade na equipe. Recentemente, a empresa também divulgou uma lista de funcionários por gênero, raça e etnia.

Leia também: Jeanette Epps é a primeira mulher negra enviada pela Nasa para a Estação Espacial Internacional.

Segundo dados divulgados pela Boeing no dia 30, nos Estados Unidos, apenas 6,4% dos funcionários da empresa são negros, sendo 4,4% engenheiros. De acordo com a publicação, a empresa ainda terá muito trabalho para inserir mais pessoas negras e mulheres na equipe, uma vez que a Boeing é uma empresa ainda muito tradicional.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.