Após ter sido campeão paralímpico de arremesso de peso, Thiago Paulino perdeu o ouro por uma irregularidade não justificada

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Thiago Paulino terminou a prova arremesso de peso classe F57 como campeão paralímpico. No entanto, o atleta, 35 anos, ficou com o bronze na hora do pódio por uma irregularidade não justificada pela organização do evento. Thiago não teve, sequer, direito à contestação.

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) protestou contra a decisão da organização dos Jogos, e disse ter feito tudo que era possível para que houvesse uma nova revisão da prova, mas os esforços foram em vão, a organização do evento não mudou a decisão. Thiago teve o ouro retirado.

Nas redes sociais, o atleta desabafou sobre o caso:

”Como nada em minha vida nunca foi fácil, mais uma vez levei um golpe e muito forte!! Não encontramos irregularidades em meus arremessos, mas de alguma forma a organização encontrou”.

APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.