Após incêndio destruir doações da Cufa em SP, Preto Zezé pretende expandir ação de Natal para outros estados

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Em um vídeo publicado nas redes sociais o presidente da Cufa Global, Preto Zezé, declarou que o Natal da Central Única das Favelas será uma ação nacional e não somente em São Paulo, conforme estava previsto antes do incêndio. Na ultima terça-feira (01), o centro de distribuição da Cufa em Heliópolis, na Zona Sul da cidade de São Paulo, pegou fogo. Ninguém ficou ferido, mas não foi possível salvar diversos produtos que seriam doados para milhares de famílias.

A gente ia fazer uma ação para 154 favelas do estado de São Paulo, no dia 20 de dezembro, mas infelizmente esse incêndio queimou tudo. O pessoal estava em uma expectativa muito grande porque atenderíamos mais de 2.500 famílias, mas não sobrou quase nada. Como nossa vida é enfrentar desafios, nós decidimos fazer uma grande ação de Natal nas favelas do Brasil“, disse Preto Zezé sobre o incêndio foi causado por um curto circuito.

Os produtos estavam organizados como kits de natal, que tinham roupas, produtos de limpeza e de higiene pessoal.

Nas redes sociais a Cufa lamentou o ocorrido e pediu doações para repor as perdas do incêndio. É possível doar pelo site e pelas redes sociais.

Vamos fazer um natal menos sofrido levando um pouco de sorriso, abraço, acolhimento e mostrando que chama nenhuma vai queimar o poder da solidariedade“, disse o presidente da Cufa Global.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.