Após denúncia de racismo, loja Reserva retira manequim preto quebrando vidraça

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Acusada de racismo, a grife Reserva retirou um manequim de uma loja no Shopping Barra, em Salvador, nesta terça-feira (15) depois que fotos do manequim preto quebrando uma vidraça do estabelecimento viralizaram nas redes sociais e usuários classificaram a ação de marketing como racista. Pelas redes sociais, usuários questionaram o motivo da marca carioca ter usado um manequim preto e não branco na ação de marketing.

Foto: Reprodução Redes Sociais

“A loja Reserva do Shopping Barra colocou um manequim preto quebrando a vidraça do estabelecimento como se estivesse invadindo. Isso é racismo escancarado, nem sei como reagir”, escreveu a comunicóloga, Ashley Malia no Twitter. 

Leia também: Loja Reserva de shopping em Salvador expõe manequim preto quebrando vidraça

O boneco, antes na parte de dentro da loja, estava exposto desde o dia 25 de janeiro. Mas essa não é a primeira vez que shoppings da Bahia tem a ações consideradas racistas. Em 2018, por exemplo, um jovem tentou pagar o almoço para uma criança que vendia chicletes na rua no Shopping da Bahia e seguranças do estabelecimento tentaram impedir. O fato foi gravado, o que gerou o afastamento dos funcionários que tentaram impedir a criança de receber o almoço a partir do envio de um ofício da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA). 

Em comunicado, a loja Reserva informou que “ o manequim fazia parte da vitrine chamada de “Loucuras pela Reserva” e que não teve como objetivo ofender qualquer pessoa ou disseminar ideias racistas e sim divulgar a liquidação da marca”.  

Vale lembrar que um estudo do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC) divulgado nesta terça-feira (15) revelou que 63% das pessoas abordadas por policiais na cidade do Rio de Janeiro são negras. De acordo com o levantamento, o racismo está no centro da atividade policial e do sistema de justiça criminal. 

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.