África do Sul começa a testar vacina oral contra Covid-19

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Oramed Pharmaceuticals recebeu aprovação para realizar um teste clínico inicial na África do Sul com uma vacina oral contra a Covid-19.

A empresa, que é listada nos EUA, recebeu permissão da Autoridade Sul-Africana Reguladora de Produtos de Saúde para inscrever pacientes na Fase 1 dos testes, segundo comunicado distribuído pela companhia nesta sexta-feira.

A África do Sul foi palco de diversos testes de imunizantes contra a Covid-19, mas este é o primeiro envolvendo uma vacina administrada por via oral. Esse formato ajudaria a superar alguns dos obstáculos logísticos da África, como a necessidade de refrigeração das doses, contribuindo para ampliar a imunização no continente menos vacinado do planeta.

Foto: Klaus Nielsen no Pexels

Leia também: Negros têm mais risco de morrer de Covid-19, mesmo executando atividades de destaque, aponta estudo

A vacina oral produzida pela subsidiária da Oramed, Oravax, usa “partícula semelhante ao vírus” para atingir três proteínas na superfície do coronavírus, incluindo aquelas menos suscetíveis à mutação. Segundo a companhia, essa característica pode tornar a vacina mais eficaz no futuro contra variantes do vírus.

“A vacina oral contra Covid-19 da Oravax pode oferecer uma animadora solução potencial para a pandemia de Covid, seja para os não vacinados ou como dose de reforço”, afirmou o CEO Nadav Kidron no comunicado.

A forma oral “eliminaria várias barreiras para uma distribuição rápida e em larga escala, potencialmente permitindo que as pessoas tomem a vacina por conta própria em casa”, acrescentou.

Fonte: Bloomberg

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

  • […] Leia também: África do Sul começa a testar vacina oral contra Covid-19As empresas também poderão realizar testagens periódicas para preservar as condições sanitárias no ambiente de trabalho. Nessas situações, o empregado deverá apresentar o cartão de vacinação ou ser obrigado a realizar o teste. Também está autorizado que os empregadores incentivem a vacinação, desde que não obriguem o funcionário a vacinar-se. […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.