A cor púrpura’, Letícia Soares se une a Lilian Valeska e Priscila Araújo em live em homenagem às divas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

As atrizes Letícia Soares e Lilian Valeska se unem a Priscila Araújo e apresentam o show “Soul Diva”, com repertório recheado de clássicos de cantoras negras americanas e brasileiras. O encontro é uma exaltação à força e à união entre mulheres, transmitido ao vivo pelo do canal Letícia Soares Musical no Youtube, dia 6, às 21h. 

A ideia partiu de Letícia Soares, protagonista do premiado musical “A cor púrpura” (suspenso por conta da pandemia), que inscreveu o projeto no edital  Retomada Cultural do Governo do Estado do Rio de Janeiro e venceu a iniciativa.  

“Esse show fala muito do feminino, esse ser divino, de aclamar divas anônimas que batalham para criar seus filhos, por exemplo. Que a energia desse palco se expanda de maneira que todas as mulheres possam estar ali com a gente”, festeja Letícia, que fala da dupla parceira: “Sempre brinco com a Lilian que nas festinhas de aniversário, na minha adolescência, eu era ela, quando ela fazia parte do grupo As sublimes. Lilian é de extrema importância para a música pop no Brasil. E cantar com Priscila é um reencontro maravilhoso de duas meninas de Magé que um dia sonharam em ser cantoras e conseguiram”.

A apresentação do trio vai ser diretamente de Magé, na Baixada Fluminense, e a direção musical é de Tony Lucchesi.

Nada substitui o contato com a plateia, mas as lives surgiram para colaborar para levar cultura a cada canto do país. Elas são muito democráticas. Cantar para o mundo inteiro diretamente de Magé é importante para chamar a atenção de que cultura nunca é demais e as cidades periféricas precisam de mais investimentos“, destaca a carioca Lilian Valeska.

A participação de Priscila Araújo no show se faz mais especial ainda porque é o retorno da cantora aos palcos após cinco anos. Mageense como Letícia Soares e atualmente morando em São Gonçalo, Priscila começou a carreira ainda criança cantando em igrejas e depois se apresentando em casamentos e como backing vocal de cantoras católicas. Mas ela se afastou dos palcos com a chegada da maternidade e as instabilidades da carreira artística. Parece, no entanto, que agora ela voltou para ficar.

“Sempre tive o incentivo de amigos para retornar à música, mas nunca via possibilidade por ser mãe de três crianças. Mas estar ao lado de Letícia Soares e de Lilian Valeska, que é uma referência para todas nós, é irrecusável. Voltei a sentir o frio na barriga típico de quando eu estava prestes a subir no palco”, celebra Priscila. 

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.