Advertisement

Torcedor do Racing faz gestos racistas para torcida rubro-negra em jogo pela Libertadores

torcedor.png

Durante o confronto entre o Flamengo e o clube argentino Racing pela Libertadores da América realizado na quinta-feira (4), na Argentina, um torcedor do rubro-negro carioca flagrou o momento exato em que um dos torcedores do time adversário aparece fazendo gestos racistas direcionados à torcida brasileira. A Conmebol vai abrir um expediente disciplinar para apurar o caso.

No vídeo divulgado nas redes sociais, a torcida argentina aparece provocando a torcida rubro-negra, quando um menino de casaco azul aparece imitando um macaco. De acordo com o torcedor que fez a filmagem, a polícia chegou a ser procurada, mas disse que não poderia fazer nada. “Vá na delegacia”, disse. Então nesta sexta-feira (5), Rafael Carneiro prestou depoimento e fez um boletim de ocorrência.

Momento em que o torcedor do Racing imita um macaco para a torcida flamenguista. Foto: Reprodução

Sobre a deliberação da Conmebol, espera-se que em até 48 horas após o fato uma decisão seja tomada. Em seguida, será feita a transferência do processo para o clube. Desde o ano passado a instituição esportiva tem aplicado as mudanças feitas em seu Código de Disciplina, que tornam as punições contra clubes cujos torcedores cometem atos de racismo, mais severa.

Advertisement

Desde 2022 a multa para esses casos passou a ser de no mínimo US$ 100 mil (cerca de R$ 500 mil), mas esse valor pode aumentar dependendo da gravidade de caso ou de reincidência.

Advertisement

Até o momento nem o Flamengo nem o Racing se manifestaram publicamente sobre o caso.

Esse já é o segundo caso de racismo contra uma torcida brasileira só essa semana. Nesta quarta-feira (03) os torcedores do Internacional foram alvos de gestos racistas. Um vídeo mostra o momento em que um torcedor do clube uruguaio, o Nacional, aparece imitando um macaco, também em uma partida pela Libertadores, no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre.

Leia também: Observatório da Discriminação Racial no Futebol completa 9 anos

Bárbara Souza

Bárbara Souza

Carioca da gema, criada em uma cidade litorânea do interior do estado, retornou à capital para concluir a graduação. Formada em Jornalismo em 2021, possui experiência em jornalismo digital, escrita e redes sociais e dança nas horas vagas. Se empenha na construção de uma comunicação preta e antirracista.

Deixe uma resposta

scroll to top