Projeto potencializa investimentos de empreendedores em comunidades de SP

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Líderes e empreendedores de Impacto Social decidiram unir forças em um projeto que possibilite o desenvolvimento econômico e protagonismo das Favelas de São Paulo. Segundo os organizadores, a ideia é inspirar o Brasil inteiro a olhar para a favela, tornando-as atrativas para investimentos.
Para Gilson Rodrigues, criador da iniciativa G10 Favelas, a ideia é trazer o potencial de consumo e dinheiro no bolso para os empreendimentos dos moradores dessas localidades. “Quem não está investindo na favela, está perdendo dinheiro. Antes, investidores anjo iam até a favela para roubar sonhos. Isso não é justo. Queremos trabalhar com igualdade e com parceiros que não queiram nos explorar. Queremos ser tratados como clientes, e também ser visto nas propagandas, já que consumimos esse tipo de produto”, explicou Gilson em entrevista ao Yahoo! Finanças.

Foto: Divulgação- G10 Favelas

A iniciativa atua como grandes blocos econômicos: há encontros regulares e termos de cooperação para que exista uma colheita de dados, acompanhamento das ações propostas e para que seja mensurado o real impacto social e crescimento gerado pelo Bloco e seus parceiros. “Estamos buscando nos integrar a questões tecnológicas. Esse ano, temos dois empreendimentos: formar programadores e pessoas para área de bancos e investimentos, trazendo investimentos para a favela”, disse Gilson Rodrigues.

Leia também: Expo Favela: Feira vai conectar empreendedores da favela e asfalto  

Um dos locais de maior atuação do G10 na pandemia tem sido a favela de Paraisópolis. Junto com a equipe, Rodrigues somou esforços para conter o vírus na região que concentra cerca de 100 mil habitantes.

Por falar em iniciativa para comunidades, vale lembrar que a “Expo Favela”, feira de negócios com expositores que são empreendedores e startups da favela, vai acontecer nos dias 16, 17 e 18 de abril, no World Trade Center, em São Paulo. O evento vai contar com palestras, workshops, exposições, rodadas de negócios, pitches de startups, mentorias, debates, cursos, shows, filmes, desfiles e muitas outras iniciativas criadas por moradores das favelas de todo o país. “A ideia é trazer visões, como a do Alok, que é um cara do asfalto e do mundo, proporcionando conexões e até mesmo gerar oportunidades de negócios para ele e empreendedores da favela”, disse Celso Athayde, CEO da Favela Holding, que organiza o evento, em recente entrevista à O GLOBO.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.