Ícone do site Notícia Preta

Projeto Diamantes na Cozinha forma mais uma turma com 100% de mulheres pretas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Formada por mulheres negras e moradoras do Morro dos Macacos, Zona Norte do Rio de Janeiro, mais uma turma do projeto social Diamantes na Cozinha, idealizado pelo chef carioca João Diamante, em parceria com Ong Anjos da Tia Stellinha, concluiu o curso esta semana.

João Diamante e as formandas da última turma – Foto: Carlos Teles

Durante o curso, finalizado na última quarta-feira (1), as alunas aprenderam sobre técnicas de cozinha, disciplina, antropologia, Recursos Humanos, planejamento, gestão empresarial, administração e marketing. Numa viagem internacional dentro da cozinha, aprenderam sobre massas, molhos e acompanhamentos. E, visando um futuro empreendimento, trabalharam com alguns tipos de lanches, como salgados e hambúrgueres.

Para João Diamante, o curso é voltado para as pessoas que não tiveram e ainda não têm oportunidades na vida. “Ele é para quem não tem tempo de se dedicar totalmente aos estudos porque estão no dia a dia, trabalhando para sustentar a família. Ao longo do curso, orientamos para o mercado de trabalho ou para empreender, somando ao nosso objetivo, que é apresentar novos horizontes. Colaborar transmitindo um pouco do meu conhecimento para elas é uma realização sem igual, é a única forma de se libertarem de qualquer amarra que a sociedade possa lhes impor, e eu aprendo muito com cada turma”, celebra o chef João Diamante.

Leia também: Chef João Diamante cozinha para bisneto de Mandela neste sábado

A aluna Andressa Durans, comemorou a oportunidade de poder realizar o curso e o quanto é importante para agregar conhecimento. “Me faltam palavras para descrever esse curso, foi maravilhoso, cheio de conhecimentos. Sou grata a todos os envolvidos, valeu a pena cada dica, cada renúncia, cada dificuldade. Vitória! Certificada! Formada! Obrigada pela oportunidade”, agradece Andressa.

Já outra aluna, Angelina de Oliveira Silva, ressalta a importância do curso para sua saúde mental e para o futuro. Ela, que já é empreendedora e vende doces, pretende dar continuidade na área gastronômica. “Agora, mais do que nunca, vou ingressar na área gastronômica, pondo tudo que foi aprendido no curso, em prática. Antes mesmo de começar, vinha passando por problemas pessoais, enfrentando uma depressão, e com o início do curso tudo isso foi deixado de lado. Eu pude ver que posso ir muito além do que eu imaginava e que eu posso estar onde eu quiser e fazendo o que eu quiser”, afirma.

O projeto Diamantes na Cozinha existe há seis anos e já conta com mais de 250 alunos formados em diversas áreas da gastronomia.

Sair da versão mobile