Ícone do site Notícia Preta

Presidente da Fundação Palmares diz que não apoiará o Dia da Consciência Negra: “negrada vitimista”

Consciência Negra

Foto: Sérgio Lima / Poder 360

APOIE O NOTÍCIA PRETA

“Dia da Consciência Negra é uma data vergonhosa”, declarou o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, em um twitte no último sábado (23), ao declarar que não apoiará financeiramente nenhuma ação do Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro.

“Tem sido assim desde a minha posse, em novembro de 2019. Forte abraço, negrada vitimista”

afirmou Camargo.

Camargo publicou ainda que abrirá “apuração interna sobre os gastos absurdos e muito suspeitos da Palmares com os eventos do movimento negro no Dia da Consciência Negra, quando era presidida por gente do PT”.

Na última semana, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 10ª Região negou a solicitação de suspensão do afastamento de Sergio Camargo da gestão pessoal da Fundação Palmares. Com a decisão, o desembargador do trabalho Brasilino Santos Ramos, presidente do TRT-10, reafirma a primeira decisão em que Camargo não pode nomear e exonerar servidores.

O requerimento da suspensão foi feito pela Fundação Palmares, segundo o documento enviado à justiça, a decisão de afastamento de Sérgio Camargo desta função fere a ordem administrativa e prejudica as políticas da instituição.

Sair da versão mobile