Ícone do site Notícia Preta

Policial pisa no pescoço e arrasta uma comerciante durante abordagem em SP

APOIE O NOTÍCIA PRETA


Novamente a cidade de São Paulo foi palco de um caso de racismo, tendo como principal autor um policial branco. Tentando sobreviver em meio à crise do coronavírus, uma comerciante, de 51 anos, foi imobilizada por um policial que colocou a bota em seu pescoço durante uma abordagem. Na ocasião, o militar sustentou seu corpo sobre o pescoço da dona do bar. A comerciante teve feridas nas costas e no rosto e foi submetida a uma cirurgia na perna, onde levou 16 pontos.

No vídeo divulgado ontem (12) pelo Fantástico, mostra a abordagem violenta feita pela polícia aos clientes que pararam em frente a um bar com som alto, em Parelheiros, Zona Sul de São Paulo. A dona do bar pediu para que os clientes diminuíssem o som, porém os vizinhos que já estavam incomodados com o barulho chamaram a polícia.

Policial pisa e sobe em cima do pescoço de uma comerciante durante abordagem. Foto: reprodução TV Globo

Segundo a comerciante, ela saiu do estabelecimento e viu o momento em que o policial estava agredindo um de seus amigos, chegou próximo e pediu para eles parassem de bater nele.

Um segundo policial empurrou a dona do bar, que tentava interceder pelo amigo. “O policial me empurrou para a grade do bar, me deu três socos e uma rasteira”, comenta a comerciante que teve a tíbia fraturada durante a abordagem.

Policiais afastados

Os policiais registraram no Boletim de Ocorrência, que foram agredidos primeiro com uma barra de ferro pela comerciante e tiveram que reagir. Na mesma entrevista, o policial diz que não teve excesso durante a abordagem e que ela teve que ser contida.

Polícia Militar informou que os policiais ficaram afastados durante apuração do caso.

Sair da versão mobile