Ícone do site Notícia Preta

Em 3 anos, Bolsonaro gastou 20% a mais com cartão corporativo que gestão Dilma/Temer: “Nunca tirei um centavo”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na manhã desta segunda-feira (31), em um evento em Itaboraí, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (PL), disse que nunca fez uso de um dos seus cartões corporativos, disponibilizados aos presidentes da República. “O meu cartão corporativo, que eu posso sacar até R$ 25 mil por mês e tomar em tubaína com coca-cola, nunca tirei um centavo”, afirmou o presidente.

Desde 2019, entretanto, o presidente já gastou 29,6 milhões de reais nos cartões corporativos da Presidência. Até dezembro, Bolsonaro gastou mais de 18,8% a mais do que os quatro anos do mandato de Dilma Rousseff e Michel Temer. As informações foram publicadas no jornal O Globo, no último domingo (30).

Em três anos, Governo Bolsonaro gastou mais que todo o mandato da gestão anterior – Foto: Reprodução/Poder 360

A fala de Bolsonaro foi dita justamente após a publicação da matéria revelando que a gestão do presidente, em três anos de mandato, já gastou mais que os quatro anos da gestão anterior. Da ex-presidente Dilma Rousseff, até o processo de Impeachment, e os meses de governo Michel Temer.

Leia também: Importação de armas de fogo aumentou 33% em 2021

“Nenhum filho meu tem cartão corporativo. Tenho três, dois são para viagens, abastecimento de aeronaves, comprar comida para 50 emas. As acusações são as mais absurdas possíveis porque estamos incomodando”, declarou Bolsonaro, em defesa dos filhos, o senador Flávio (PL-RJ) e o deputado federal Eduardo (PSL-SP).

Os valores gastos no ano de 2021 foram os maiores em sete anos, segundo a reportagem de O Globo. Ao todo, foram R$ 11,8 milhões no período e só perde para os gastos do ano de 2014, quando a ex-presidente Dilma gastou R$ 13,3 milhões.

Sair da versão mobile