Megan Rapinoe cobra atitude de jogadores contra o racismo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Capitã da seleção norte americana fez apelo a CR7, Messi e Ibrah

A melhor jogadora da Copa do Mundo Feminina, realizada na França este ano, acredita que atletas influentes, como Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic poderiam fortalecer a luta contra o racismo e o sexismo no futebol.

Lionel Messi e Megan Rapinoe na premiação da Bola de Ouro 2019 – Foto: Simon Hofmann

Rapinoe foi a vencedora da Bola de Ouro feminina em 2019 e lançou um apelo aos três jogadores mais influentes no futebol atualmente e, segundo ela, os jogadores deveriam ter um papel mais importante nas lutas contra o racismo e sexismo no esporte, especialmente no futebol. “Quero gritar: ‘Cristiano, Messi, Ibrahimovic, ajudem-me!’. Estas grandes estrelas nunca participam em nada quando há tantos problemas no futebol masculino”, alardeou

A norte americana também questionou a posição dos jogadores em relação ao silêncio deles quando tantos casos de racismo são divulgados diariamente no mundo do futebol. “Ele têm medo de perder tudo? Quem colocaria Cristiano ou Messi de fora do mundo do futebol por uma declaração contra o racismo e o sexismo?”, questionou.

Reincidentes

Nos últimos meses, dezenas de casos de racismo foram registrados no futebol mundial. No Brasil, mais de 50 casos foram registrados este ano, segundo o Observatório do Racismo no Futebol. Na Europa, jogadores negros são vítimas constantes de ataques racistas, como o ocorrido com o atacante brasileiro Taison, do Shakhtar Donestk, da Ucrânia, que sofreu racismo e foi expulso depois de reagir contra a torcida do Dínamo de Kiev, no início do mês de outubro. 

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.