Jeferson De diretor de Doutor Gama e M-8 recebe convite do Oscar

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O cineasta brasileiro Jeferson De está entre as 397 pessoas de 54 países convidadas pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, organizadora do Oscar, para compor o grupo que vai votar nas obras que serão premiadas em 2023. Emilio Domingos, diretor de documentários como “Favela É Moda” (2019) também é um dos novos convidados a ser membro da academia segundo a lista divulgada nesta terça-feira (28).

Convidados poderão votar para os premiados ao Oscar de 2023 -Foto: Pexels Mirko Fabian

Jeferson De lançou nos últimos anos filmes que recuperam histórias dos negros brasileiros como em Doutor Gama, lançado em 2021, que traz a cinebiografia do abolicionista Luiz Gama, considerado um dos Patronos da Abolição da Escravidão do Brasil por ter conseguido a libertação de aproximadamente 500 pessoas escravizadas a partir de sua atuação no Direito. E do filme M-8 (2019) que retrata o racismo e o genocídio negro no Brasil e rendeu ao diretor o prêmio de melhor direção do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, da Academia Brasileira de Cinema.

Além de Jeferson De, outros brasileiros convidados pelo Oscar são o ator Selton Mello, o diretor Bruno Barreto, a produtora Sara Silveira, a executiva Ilda Santiago e o engenheiro de som Waldir Xavier. Na divulgação da lista a academia explicitou que os convites foram feitos a aquelas pessoas que  “se distinguiram por suas contribuições para o cinema” sendo  44% mulheres e 37% pertencentes a  comunidades étnicas/raciais sub-representadas.  A ressalva divulgada pelo Oscar acontece no contexto de observações da comunidade artística de escolhas racistas e sexistas para a determinação daqueles que tem sido premiados pela academia.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nayara Souza

Jornalista e pesquisadora. Amefricana aprendiz de escrevivências.

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.