Ícone do site Notícia Preta

‘Gostaria que todos negros saíssem da Itália’, declara jogador de origem senegalesa após racismo no Campeonato Italiano

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Demba Ba expressou toda sua tristeza e indignação após a carta dos Ultras da Inter

O atacante belga Lukaku foi vítima de racismo, pela torcida do Cagliari, na última rodada do Campeonato Italiano. Uma torcida organizada da Internazionale enviou uma carta ao atacante belga defendendo a torcida rival e dizendo que “não foi racismo”. A atitude repercutiu na Europa e o atacante de origem senegalesa, Demba Ba, ex-Chelsea e que atualmente joga pelo Basekhir , foi incisivo em suas críticas e disse que todos os jogadores negros da Serie A deveriam deixar a competição.

“Foi por isso que eu não quis jogar lá quando tive oportunidade. E gostaria que todos os jogadores negros saíssem dessa liga. Claro que não vai acabar com o ódio e a estupidez, mas pelo menos não afetam outras raças” escreveu o jogador do Basekhir, em seu ‘Twitter’.

A declaração foi publicada após a Internazionale vencer, por 2 a 1 e Lukaku marcar o gol da vitória, de pênalti. Quando foi partir para a cobrança, a torcida do Cagliari imitou sons de macaco.

Leia o comunicado feito pela torcida italiana:

“Oi, Romelu. Nós estamos escrevendo em nome da Curva Nord. Nós entendemos que posso ter parecido racismo para você, mas não é isso. Na Itália, nós fazemos algumas coisas só para ajudar os nossos times e fazer com que o adversário fique nervoso. Não por racismo, mas para desestabilizá-los. Nós não somos racistas. Assim como os torcedores do Cagliari não são. O verdadeiro racismo é uma história completamente diferente, e todos os torcedores italianos sabem disso muito bem”

Sair da versão mobile