Ícone do site Notícia Preta

Google faz homenagem a Juliano Moreira

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O psiquiatra baiano mudou tratamento mental no Brasil

Juliano Moreira ingressou na faculdade de medicina aos 13 anos – Foto: Google

O Doogle desta quarta-feira (06) estampa o psiquiatra baiano Juliano Moreira que completaria 149 anos hoje. Moreira é um dos responsáveis por revolucionar o tratamento de pessoas com transtornos mentais no Brasil. Além disso, ele também lutou para combater o racismo científico e a falsa ligação das doenças mentais com a cor da pele. 

Mesmo com as dificuldades de sua origem, Moreira ingressou na faculdade de medicina na Bahia aos 13 anos e, aos 18, estava formado e um dos primeiros médicos negros do país, segundo a Academia Brasileira de Ciências, órgão que também foi integrante. Filho de uma empregada do Barão de Itapuã e descendente de pessoas escravizadas, Moreira participou intensamente da Escola Tropicalista da Bahia, da fundação da Sociedade de Medicina e Cirurgia  e da Sociedade de Medicina Legal da Bahia.

Aos 61 anos, em 2 de maio de 1933, Juliano Moreira faleceu, em Petrópolis, depois de um agravamento no quadro de tuberculose.

Sair da versão mobile