Ícone do site Notícia Preta

Gil do Vigor fala sobre a falta de políticas públicas favoráveis às pessoas LGBTQIA +

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Gil do Vigor, falou em entrevista à revista Glamour, sobre a falta de conscientização sobre a diversidade sexual e de gênero no Brasil. O economista acredita que a falta de políticas públicas favoráveis às pessoas  LGBTQIA+ é o motivo de ainda estarem em situação de vulnerabilidade no país.

Gil do Vigor e Lucas Penteado protagonizaram o primeiro beijo gay entre homens no BBB – Foto: Divulgação

“Ainda há muita carência e limitações. As leis são fracas, não são bem supervisionadas, não temos um amparo pleno que garanta uma fiscalização para os crimes LGBTfóbicos. Se miramos, por exemplo, na população trans, a estatística grita, pois somos o país que mais ceifam essas vidas” disse o Brother.

“Então estamos realmente caminhando? Ou caminhando, mas excluindo e matando?”, questionou o pernambucano. “É preciso mais conscientização, palestras, propagandas, tudo mais que possa fazer as pessoas despertarem e aprender sobre a diversidade sexual“.

Gil entrou para história do reality ao beijar Lucas Penteado, o primeiro beijo entre dois homens na história do Big Brother Brasil. O economista acredita que, por mais que o Brasil tenha dado passos largos contra a LGBTfobia, ainda falta muito.

Leia também: Gil do Vigor e Lucas Penteado estrelam campanha de Dia dos Namorados

O ex-BBB também comentou sobre quem ainda não conseguiu se assumir como LGBTQIA +. “Nossos sentimentos são legítimos, pulsantes, mas às vezes não é possível expressar na mesma velocidade que os outros ou que o mundo exige, e está tudo bem. Se olhe com afeto, isso é o mais importante!” 

Sair da versão mobile