Ícone do site Notícia Preta

Funcionária de loja é chamada de “preta safada” por cliente que se recusou a higienizar as mãos com álcool em gel

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O homem foi atuado por injúria racial, mas responderá em liberdade.

Uma funcionária de uma loja de departamento foi chamada de “preta safada” por um cliente ao pedir para que ele higienizasse as mãos com álcool em gel, na tarde da última segunda-feira (29), em Anápolis, Goiás. Segundo a vítima, que pediu para não ser identificada, o homem alegou que preferia lavar as mãos com água e sabão e, ao ser informado de que não seria possível, se irritou e proferiu xingamentos.

A mulher, que preferiu não ser identificada, falou com a TV Anhanguera (Foto: reprodução/TV)

O caso começou quando, ao deixar o estabelecimento, o homem em questão mandou um beijo para a mulher, de forma irônica, e ela retribuiu.

“Acho que ele ficou ofendido e me xingou. Me chamou de ‘preta safada’. Meu colega de trabalho viu e uma cliente também viu. Eles disseram que (o cliente) não podia fazer isso, que era errado e que iam chamar a polícia”, relatou a jovem ao Jornal TV Anhanguera. “Os meninos (funcionários) foram atrás deles. Ele xingou as pessoas que estavam ao redor, que brigaram com ele. Ele ficou nervoso e acabou ofendendo as pessoas que estavam ali também”, contou.

A polícia militar foi acionada, e a equipe prendeu o suspeito e o levou para a delegacia da cidade. De acordo com a polícia civil, o homem foi autuado por injúria racial, pagou uma fiança e foi liberado. Ele irá responder em liberdade. O nome do criminoso não foi revelado.

Sair da versão mobile