Advertisement

Feira Luz Criativa Edição D’Ketu marca o início da agenda do Museu da Língua Portuguesa

feira-luz-criativa-dketu.jpg

A Feira vai reunir mais de 30 expositores e promoverá duas rodas de samba. Gratuito, acontecerá no dia 11 de novembro, sábado, das 10h às 17h

Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo, realiza a Feira Luz Criativa Edição D’Ketu neste sábado, dia 11 de novembro, das 10h às 17h. A ação, que ocupará o Saguão B e o Pátio B, marca o início da programação especial do Museu no Mês do Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.  

Na Feira Luz Criativa Edição D’Ketu, 38 expositores venderão produtos de origens e inspirações africanas ou afrodiásporicas. Quem aparecer no Museu terá acesso a roupas, joias, turbantes, bijuterias artesanais e bolsas. Também serão vendidos cosméticos, entre banho de ervas, cristais e maquiagem, além de objetos de papelaria e de arte em geral, como quadros antirracistas e esculturas afro de madeira.

Advertisement
Foto: Divulgação

Por fim, temperos, lanches, acarajé, sucos naturais e doces serão comercializados para quem quiser comer ou beber ao longo do dia. E para quem quiser dar um tapa no visual, haverá ainda profissionais fazendo dread e tranças afros.  

Advertisement

Outros destaques são as duas rodas de samba que acontecerão durante a Feira Luz Criativa Edição D’Ketu. Das 11h às 12h, haverá a apresentação do projeto Samba da Madrinha Eunice: linguagem e memória de mulheres negras, com a artista Kennya Macedo e a participação do sociólogo Tadeu Kaçula e de Rose Marcondes, neta de Madrinha Eunice, fundadora da escola de samba Lavapés, uma das mais antigas do Carnaval paulistano, criada em 1937.

Ela foi também uma das responsáveis pelas bases do samba da capital paulista. No show, parte do projeto Plataforma Conexões 2023, será possível escutar canções escritas por mulheres e de cunho feminista ao som de instrumentos como viola, pandeiro, chocalho, atabaque, reco-reco e agogô.   

Já o Samba D’Ketu assume a trilha sonora da feira a partir das 13h. A proposta do grupo é apresentar samba de terreiro ligado à ancestralidade – enquanto a música é executada, manifestações de dança, algumas ligadas às religiões africanas, ocorrem no centro da roda.

A apresentação, que se inicia com uma homenagem ao orixá Exu, é composta por 14 integrantes, que usam instrumentos de harmonia e percussão, entre outros. A ideia é que o Samba D’Ketu toque até o encerramento da Feira Luz Criativa Edição D’Ketu, ou seja, até as 17h.    

O que vem por aí
No domingo, dia 12 de novembro, das 10h30 às 12h30, o Núcleo Educativo do Museu convida os visitantes a aprender a brincar de Mancala, que faz parte da família de jogos de tabuleiro africanos, no Estação Famílias. Na Mancala, os jogadores devem coletar o máximo de sementes de seu oponente. Gratuita, esta ação vai acontecer no Saguão B do Museu.  

Até o fim do mês, haverá ainda visitas temáticas pela exposição principal, visita ao prédio da Estação da Luz, sarau de hip-hop e um baile voltado principalmente para pessoas com mais de 60 anos com músicas de artistas negros e negras. A programação completa, que se relaciona com o tema da mostra temporária Essa nossa canção, sobre o elo profundo entre a língua portuguesa e a canção popular brasileira, pode ser conferida neste link

Com curadoria de Hermano Vianna e Carlos Nader, consultoria especial de José Miguel Wisnik e curadoria especial de Isa Grinspum Ferraz, a exposição temporária Essa nossa canção conta com o patrocínio máster da CCR, patrocínio do Grupo Globo, e com o apoio do BNY Mellon, da PwC Brasil e do Itaú Unibanco – todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.  

SERVIÇO  
Feira Luz Criativa Edição D’Ketu  
Dia 11 de novembro (sábado), das 10h às 17h  
No Saguão B e no Pátio B do Museu da Língua Portuguesa  
Grátis  

Samba da Madrinha Eunice: linguagem e memória de mulheres negras – Plataforma Conexões  
Dia 11 de novembro (sábado), das 11h às 12h  
No Pátio B do Museu da Língua Portuguesa  
Grátis  

Samba D’Ketu 
Dia 11 de novembro (sábado), a partir das 13h  
No Pátio B do Museu da Língua Portuguesa  
Grátis  

Estação Famílias – Mancala  
Dia 12 de novembro (domingo), das 10h30 às 12h30  
No Saguão B do Museu da Língua Portuguesa  
Grátis  

Exposição principal + mostra temporária Essa nossa canção  
De terça a domingo, das 9h às 16h30 (com permanência até as 18h)  
R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia)  
R$ 10 aos domingos para todos os públicos  
Grátis para crianças até 7 anos  
Grátis aos sábados  
Acesso pelo Portão A  
Venda de ingressos na bilheteria e pela internet:  
https://bileto.sympla.com.br/event/68203  

Museu da Língua Portuguesa  
Praça da Luz, s/n – Luz – São Paulo  

SOBRE O MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA  
O Museu da Língua Portuguesa é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, concebido e implantado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. O IDBrasil Cultura, Esporte e Educação é a Organização Social de Cultura responsável pela sua gestão.  

PATROCÍNIOS E PARCERIAS  
A Temporada 2023 conta com patrocínio da CCR, do Instituto Cultural Vale, da John Deere Brasil e do Grupo Globo; com apoio do BNY Mellon, da PwC Brasil, do Itaú Unibanco, do Grupo Ultra e com as empresas parceiras Eaton, Paramount Têxteis, Machado Meyer e Verde Asset Management. Revista Piauí, Guia da Semana, Dinamize e JCDecaux são seus parceiros de mídia. A EDP é patrocinadora máster da reconstrução do Museu. A reconstrução e temporada são uma realização do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet.  

O parceiro do evento Feira Luz Edição D’Ketu é o Samba D’Ketu.  

Museu da Língua Portuguesa – Comunicação  
Alan de Faria | alan.faria@idbr.org.br – 11 99894 0702  
Renata Beltrão | renata.beltrao@idbr.org.br – 11 99267 5447  

Deixe uma resposta

scroll to top