Ícone do site Notícia Preta

“Estou aliviada. (…) Se não tomar, pode pegar”, diz primeira criança a tomar vacina no Rio

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Marion Barbosa, de 11 anos, é campeã de jiu-jitsu, moradora do Morro da Providência, região Central do Rio de Janeiro, e foi a primeira criança no Estado a ser vacinada com o imunizante da Pfizer, na manhã desta segunda-feira (17). Ela foi vacinada no Museu do Amanhã, na Praça Mauá, na presença do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e de autoridades estaduais e municipais de saúde.

Marion Barbosa foi a primeira criança vacinada no Rio – Foto: Reprodução TV Globo

“Eu tô feliz. Eu tava torcendo para chegar logo a minha vez. Estou aliviada. (…) Se não tomar, pode pegar. Mesmo tomando, até pode pegar, só que o risco diminui”, disse Marion. Já a mãe da menina comemorou a imunização da campeã. “Só faltava ela. A gente tava aguardando muito por esse momento, que graças a Deus chegou. Estou muito feliz, muito feliz mesmo por ela ter sido a primeira. E que todos venham, todos se vacinem. (…) A vacina é muito importante contra a Covid, todas as vacinas são importantes”, comemorou.

“Marion e David foram os dois primeiros carioquinhas vacinados hoje. Que momento lindo e emocionante. Vamos proteger nosso futuro! Vacinem seus filhos!”, disse o prefeito Eduardo Paes nas redes sociais. A segunda-feira foi dia das meninas serem imunizadas e, na próxima terça-feira (18), os meninos serão vacinados.

Leia também: Pandemia: crise sanitária gerou um bilionário a cada 26 horas

Na última sexta-feira (14), o Ministério da Saúde entregou 93.500 doses no Estado que já foram distribuídas aos 92 municípios do Estado. A capital recebeu 33.950 doses para imunização de suas crianças. Ao todo, no Rio de Janeiro, são 560 mil crianças entre 5 e 11 anos. O intervalo entre as duas doses será de oito semanas, segundo o Ministério da Saúde.

A imunização será feita nas crianças de forma decrescente, dos mais velhos aos mais novos, e a Secretaria de Educação do Rio informou que 11 escolas serão transformadas em postos de vacinação para facilitar a imunização das crianças e ampliar o atendimento na cidade.

Sair da versão mobile