Ícone do site Notícia Preta

Documentário sobre o músico nigeriano Fela Kuti estreia em Salvador

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O músico nigeriano Fela Kuti (1938-1997) é homenageado, mais de 20 anos após a sua morte, pelo documentário ‘Meu Amigo Fela’, do cineasta Joel Zito Araújo. Fela Kuti é considerado o criador do afrobeat, estilo que combina música yorubá, jazz, highlife, funk e ritmos, fundido com percussão africana e estilos vocais, muito popularizado no continente africano na década de 70.

O documentário será um dos filmes de abertura do ‘XV Panorama Internacional Coisa de Cinema’, no dia 30 de outubro, às 20h, no Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha, em Salvador. O evento terá acesso gratuito e a presença do diretor que debaterá com o público após a apresentação do longa.

Já o show de abertura do festival fica por conta de Okwei Odili, cantora nigeriana radicada em Salvador que apresenta músicas da trilha de Meu Amigo Fela, como Water no get enemy, Sorrow tears and blood e Zombie, além de canções do próprio repertório.

‘Meu Amigo Fela’ é um mergulho na vida do multi-instrumentista Fela Kuti para construir um retrato mais aprofundado sobre o “excêntrico ídolo pop do gueto”. Amigos e o biógrafo do artista, o africano-cubano Carlos Moore, participam do documentário que revela a complexidade do músico nigeriano, um dos maiores nomes da música africana. O doc também foi um dos selecionados para o Festival Internacional de Cinema de Rotterdam,  um dos maiores festivais da Europa.

Sair da versão mobile