Influencer é adicionada em grupo do Whatsapp e recebe ofensas racistas e machistas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A criadora de conteúdo Carol Inácio, foi adicionada em um grupo do Whatsapp onde recebeu várias ofensas racistas e machistas. Entre as mensagens que recebeu, algumas diziam “Negras fedem a bicho”, “mesma coisa que transar com animal”, “no BBB 2022 poderia ter uma senzala de vidro só para negros”.

Print das mensagens do grupo, ofendendo a influencer – Foto: reprodução

O grupo que tinha o nome de “Realities – Red Pill Opressor” formado 126 integrantes, todos homens brancos e de vários lugares do Brasil e exterior, na descrição continha “Somos homens, brancos, héteros normais, devido a isso te oprimimos, né? Portanto, assuma seu lugar de inferioridade total. Gayzismo é doença e feminismo é lixo”. A foto de perfil, tinha vários símbolos, entre eles o do movimento Black Lives Matters (Vidas Negras Importam), feminismo negro e LGBTQIA+, todos com um símbolo de reprovação. O administrador se apresenta pelo nome de “Anderson”, nazista e que odeia nordestinos e gays.

A criadora de conteúdo salvou todas mensagens e printou no mesmo dia do ocorrido, o último domingo (8). ela registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) na Polícia Civil com todas as provas. Não é a primeira vez que Carol Inácio passa por isso, no mês de julho, ela também foi adicionada a uma comunidade “Abaixo ao negrismo”, também no whatsapp e com Anderson na administração. Neste episódio, foi a foto da sua tia tomando a vacina com máscara que tinha a frase “Fora Bolsonaro”, foi postada no chat. Ela também realizou queixa online e saiu do grupo, mesmo assim continuou recebendo mensagens dos membros no privado.

Leia também: “As mídias sociais são usadas como ferramenta, gerando o adoecimento de pessoas pretas”, diz psicólogo.

Segundo Carol, as mensagens que recebeu eram infantis como “fala mal de branco, mas usa celular feito por branco”, vídeos de nazistas e de Hitler. Mas, apesar de está abalada mentalmente, não vai abaixar a cabeça “Fisicamente eu estou ótima, mas psicologicamente eu estou um pouco abalada, tenho crises de choro o tempo inteiro, Eu não vou baixar minha cabeça, não vou deixar de ser quem eu sou, nem deixar de postar meus conteúdos porque é isso que eles querem”.

Ao falar sobre o episódio envolvendo sua família, ela disse que “Isso foi assustador por que eles conhecem minha família e a gente acha que vai encontrar uma pessoa te esperando na porta de casa”, concluiu Carol Inácio em entrevista ao jornal O Globo.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.