Comores: a insólita pedra no sapato de Gana

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Por Murillo Otávio

Comores, um conjunto de 3 pequenas ilhas localizadas na África Oriental, eliminou Gana, uma das maiores campeãs da Copa Africana de Nações (CAN). Num jogaço, vencido por 3 a 2, o pequeno país selou acesso às oitavas de final, além do feito frente às Estrelas Negras.

Chaker Alhadhur é lateral esquerdo, mas jogou como goleiro por conta dos desfalques da equipe – Foto: Federação de Futebol de Comores

Comores saiu na frente do placar e soube se impor. Com um jogador a mais durante boa parte da partida, conseguiu assegurar a vitória no fim da segunda etapa, com Ahmed Mogni marcando duas vezes.

Leia também: A campanha que levou Gâmbia à inédita vaga na CAN

Nem o mais otimista comoriano imaginaria eliminar, ainda na primeira fase, uma seleção com tamanha tradição. O país, que tem 755 mil habitantes e maioria islâmica, teve sua estreia na principal no campeonato do futebol africano fazendo história. 

Os Celacantos, alcunha do país, caíram nas oitavas de final para a seleção anfitriã e uma das grandes do Continente Mãe. Camarões venceu por 2 a 1, com destaque para Vincent Aboubakar, artilheiro e melhor jogador da competição até aqui.

Vale ressaltar o espírito guerreiro dos estreantes, que tiveram 19 atletas afastados por conta da Covid-19, incluindo a ausência dos dois goleiros inscritos, nas oitavas contra Camarões. Dessa forma, Chaker Alhadhur, jogador que atua na lateral esquerda na segunda divisão do Campeonato Francês, segurou as pontas atuando no gol.

Sem dúvidas, o pequeno país marcou essa edição da CAN e será um dos personagens lembrados daqui a alguns anos. Comores: a insólita pedra no sapato de Gana.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.