Ícone do site Notícia Preta

Chef carioca recebe moção de congratulações na Câmara Municipal

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O chef carioca João Diamante recebeu a Moção de Congratulações e Reconhecimento, oferecida pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro, na tarde desta sexta-feira (10). A honraria é cedida à pessoas e instituições que contribuíram de forma profissional ou voluntária, bem como homenagear seu trabalho , valorizando suas ações e a diferença que fazem nos desenvolvimento econômico , social e cultural da cidade.

João Diamante é cria do Andaraí – Foto: Arquivo Pessoal

Para João Diamante, é um momento de reconhecimento e gratidão. “Me sinto super honrado, não é apenas eu recebendo essa moção, minha história é de 80% da população brasileira. Sai do nordeste, fui criado na comunidade do Andaraí e, mesmo com toda dificuldade, consegui chegar onde estou através de políticas públicas de qualidade, desde o social até a universidade. Basta dar oportunidade para ocuparmos todos espaços”, celebra o chef. 

Ascensão

Recentemente, João foi convidado para cozinhar para o bisneto de Nelson Mandela, Siyabulela Mandela, no Restaurante Casa do Saulo, no Museu do Amanhã, no Centro do Rio de Janeiro. “Participar de um evento com esse, que envolve ideias de pessoas pretas do mundo todo, através da The Black Entrepreneurs Club, e ser a pessoa escolhida para cozinhar, é muito gratificante, sobretudo quando tem pessoas como Siyabulela Mandela, Bisneto de Nelson Mandela, grande referência de liderança preta mundial, é um privilégio”, comemora.

Leia também: Projeto Diamantes na Cozinha forma mais uma turma com 100% de mulheres pretas

Além disso, o projeto Diamantes na Cozinha, criado por João, formou, na última semana, mais uma turma de alunas, com uma turma totalmente formada por mulheres negras. “Ele é para quem não tem tempo de se dedicar totalmente aos estudos porque estão no dia a dia, trabalhando para sustentar a família. Ao longo do curso, orientamos para o mercado de trabalho ou para empreender, somando ao nosso objetivo, que é apresentar novos horizontes. Colaborar transmitindo um pouco do meu conhecimento para elas é uma realização sem igual, é a única forma de se libertarem de qualquer amarra que a sociedade possa lhes impor, e eu aprendo muito com cada turma”, afirma.

Sair da versão mobile