Brasil lidera ranking de produtividade agropecuária, mas 19 milhões passaram fome no país no final de 2020

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Brasil está na liderança em um ranking que mede a produtividade agropecuária. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês), o Brasil é o primeiro dentre 187 países avaliados. Segundo a pesquisa, a produção brasileira aumentou 3,18%, superando países como a China (2,03%) e os Estados Unidos (0,50%).

Apesar dos números positivos para o setor do agronegócio brasileiro, dados do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, dão conta de que, só nos últimos meses de 2020, o país teve 19 milhões de pessoas passando fome e mais da metade dos domicílios no país enfrentaram algum grau de insegurança alimentar.

Veja também: ONU alerta para forte aumento de pessoas à beira da fome

A sondagem, realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), estima que 55,2% dos lares brasileiros, ou o correspondente a 116,8 milhões de pessoas, conviveram com algum grau de insegurança alimentar no final de 2020 e 9% deles vivenciaram insegurança alimentar grave, isto é, passaram fome, nos três meses anteriores ao período de coleta, feita em dezembro de 2020, em 2.180 domicílios.

De acordo com a pesquisa, existe fome em 11,1% dos domicílios chefiados por mulheres, e outros 15,9% enfrentam insegurança alimentar moderada. Quando a pessoa de referência é um homem, os números são menores: a fome atinge 7,7% dos domicílios e outros 7,7% estão na situação de insegurança alimentar moderada.

Veja também: Governo Bolsonaro aciona STF para não ser obrigado a combater a fome

Quando feito o recorte racial, verificou-se que pessoas pretas ou pardas enfrentam insegurança alimentar grave em 10,7% dos domicílios. O percentual é de 7,5% em domicílios de pessoas de raça ou cor da pele branca. A insegurança alimentar moderada também revela o mesmo desequilíbrio: 13,7% para pessoas de raça/cor da pele preta ou parda, e 8,9% para pessoas de raça/cor da pele branca.

Com informações da Agência Brasil

APOIO-SITE-PICPAY

Jersey Simon

Jornalista, especialista em Comunicação estratégica, empreendedor. Na luta por um Reino de Justiça e paz.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.