Após ouvir insultos racistas, jogador sai de campo chorando na Argentina

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Harrinson Mancilla, meio-campista colombiano que defende o Club Atlético Sarmiento, da Argentina, deixou o campo chorando na noite do último domingo (26), após ouvir insultos racistas vindo de torcedores da equipe do Platense, durante partida válida pelo Campeonato Argentino.

Harrinson Mancilla saiu de campo aos prantos e foi consolado por companheiros e pelo técnico – Foto: Divulgação/TNT Sports

O colombiano ficou desolado após os insultos racistas e foi consolado pelo treinador do seu time, Israel Damonte. Os atletas do Sarmiento começaram a procurar quem havia insultado o atleta, que foi localizado e a polícia levou o torcedor.

“Os torcedores gritaram coisas para mim, e isso não se justifica. Meus colegas viram a reação do resto das pessoas e também reagiram a isso. Eles me insultaram, mas vejo motivo, talvez a euforia do momento os tenha levado a isso”, disse o colombiano em entrevista coletiva após o jogo.

Leia também: Ao comentar acidente na Fórmula 1, Nelson Piquet chama Lewis Hamilton de ‘Neguinho’

“Tenho vergonha de repetir o que disseram, são coisas que os idiotas gritam, que infelizmente acontecem cada vez mais neste país, e ainda por cima é algo que contagia. Felizmente alguns torcedores da Platense criticaram o agressor. Isso não é uma coisa boa para a sociedade em geral, e principalmente para nós que fazemos parte deste esporte”, disparou o treinador Israel Damonte, também em entrevista coletiva.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor do Notícia Preta.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.