Ícone do site Notícia Preta

“A Flip precisa de uma curadora negra para reinventá-la”, afirma curadora antes de pedir demissão

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Fernanda Diamant foi responsável pela Flip de 2019 – Foto: Reprodução/Internet

Na última quarta-feira (12), a curadora da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), Fernanda Diamant, anunciou sua demissão do cargo. Segundo ela, “a Flip agora precisa de uma curadora negra para reinventá-la nesse mundo pós-pandemia. Uma mulher negra, na minha opinião, é a renovação que o evento mais importante da literatura do país precisa”, afirmou em nota.

Ainda segundo Diamant, os movimentos negros mostraram a força que têm, não só nos Estados Unidos, onde se iniciaram os protestos, mas também no Brasil. “É muito pesado o que a gente está vivendo no Brasil, e teve essa coisa maravilhosa que foi esse levante nos Estados Unidos e que reverberou muito aqui, um movimento que eu venho acompanhando. As pessoas cederam perfis no Instagram, a gente viu gestos acontecendo aqui”, escreveu a agora ex-curadora. 

Diamant ressalta que o pedido de demissão se deu por ela entender que uma mulher negra ocupando este espaço seria mais “justo”. “A razão do meu pedido de demissão é porque eu acho que essa pessoa precisa ocupar esse lugar”, finalizou. 

Substituição

Os organizadores da Flip agradeceram à Fernanda pelo “brilhante trabalho curatorial” e anunciarão o novo titular em breve. Neste ano, a Flip aconteceria entre os dias 29 de julho e 2 de agosto e foi adiada para novembro devido a pandemia de Covid-19. 

Sair da versão mobile