Ícone do site Notícia Preta

“Preto do caralho”: mãe denuncia injúria racial sofrida pelo filho em jogo de basquete

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Mãe do jovem Cauã Gomes, de 16 anos, e aluno de uma escola estadual na cidade de Caldas Novas, Goiás, denunciou em seu perfil do Instagram ofensas racistas que seu filho recebeu durante um jogo de basquete na cidade goiana.

Cauã e Celize se sentem impotentes – Foto: reprodução TV Anhanguera

O caso aconteceu em 5 de maio e, nos vídeos do local, é possível ouvir ofensas e algumas pessoas da torcida imitando sons de macacos durante a partida, quando Cauã está com a bola. Segundo a mãe do jovem, Celize Gomes, ela não deseja fama mas mostrar uma realidade que negros e negras passam diariamente. 

“Não porque quero lacre, e sim em forma de protesto, de expor essa realidade que não somente o meu filho passa, mas muitos passam, é triste e está me doendo. Passei por isso tantas vezes e me dói, como mãe, saber que isso ainda existe. Não é mimimi, não é vitimismo, essa monstruosidade machuca a quem é atingido. Basta, não dá mais. É combater diariamente sem cansar”, desabafou em entrevista à TV Anhanguera.

Leia também: Inep abre inscrições para Enem 2022

Em entrevista ao jornal Metrópoles, Celize informou o motivo de não realizar o Boletim de Ocorrência e se sentiu impotente diante da situação. “Sentimento de muita tristeza. Me senti impotente, porque eu não estava lá na hora do acontecido, eu estava trabalhando. Eu não pude fazer nada pelo meu filho, a não ser protestar contra esse crime, expor no sentido de combater e conscientizar. Ali tinham jovens, minha intenção única e exclusiva é conscientizar no sentido de combater. Além disso, a injúria racial partiu da torcida durante o jogo de basquete, não tem como identificar quem fez”, finaliza a mãe de Cauã.

Sair da versão mobile