Ministros do STF aprovam reajuste do próprio salário e passam a receber R$ 46 mil por mês

image.png

Foto: Reprodução

Em seção virtual, realizada nesta quarta-feira (10), o Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria e aprovou o reajuste dos próprios salários em 18%. De acordo com o texto, o reajuste será feito de forma escalonada, a partir de 2023.

Os ministros da Corte passarão a receber R$ 46 mil mensais – Foto: Reprodução STF

Atualmente, o salário mensal de um juiz da corte suprema é de R$ 39,2 mil e com o reajuste passa a ser de R$ 46,3 mil. Esses valores não incluem os chamados “penduricalhos” como o auxílio paletó, vale livro e outros benefícios que são feitos pagamentos fora da folha.

O reajuste dos Ministros do supremo provoca um efeito cascata, isso porque os salários dos membros do Superior Tribunal de Justiça, juízes e servidores da corte também são reajustados. Este aumento salarial para o judiciário onera o orçamento público, passando de R$ 767 milhões em 2022, para R$ 850 milhões em 2023.

Leia também: Pobreza atinge recorde de 20 milhões de pessoas nas regiões metropolitanas, aponta estudo

Até o momento, nove juízes votaram a favor do projeto e dois ainda devem votar hoje. Os votos são sigilosos e o público não tem acesso às escolhas dos magistrados. Após a votação de todos os ministros, o texto vai para o Congresso Nacional para aprovação de deputados e senadores.

Igor Rocha

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação, produtor de conteúdo e social media.

1 Reply to “Ministros do STF aprovam reajuste do próprio salário e passam a receber R$ 46 mil por mês”

  1. Francamente, magistrados do STF, francamente! Diante de tantos brasileiros, literalmente, passando fome, vossas excelências aprovam um aumento de proventos absurdo, como esse. Lamentável esta decisão, lamentável.

Deixe uma resposta

scroll to top
%d blogueiros gostam disto: