Ícone do site Notícia Preta

Marco da história negra do Brasil, o Cais do Valongo sofre alagamento

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Desde a última semana, o Cais do Valongo, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, está inundado. Segundo representantes da Prefeitura do Rio o alagamento ocorreu porque peças da bomba de sucção da água do mar teriam sido furtadas por usuários de drogas da região. Tombado como patrimônio cultural mundial da humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), o sítio arqueológico é um símbolo do período da escravidão no Brasil.

O Cais do Valongo foi desencavado em 2011, durantes obras de revitalização da cidade. Historiadores acreditam que a construção data de 1811. A região era o ponto de desembarque dos milhares de negros trazidos do continente africano para serem escravizados nos Brasil. De acordo com as normas do Guia para a Implementação da Convenção do Patrimônio Mundial, da UNESCO, compete ao Estado a preservação dos bens culturais e naturais em seu território.

Peças da bomba de sucção da água do mar teriam sido furtadas. IPHAN/ Oscar Liberal

“A fim de assegurar proteção e conservação eficazes e valorizar de forma ativa o patrimônio cultural e natural situado em seu território e em condições adequadas aos países, cada Estado-parte empenhar-se-á em: desenvolver estudos, pesquisas científicas e técnicas e aperfeiçoar os métodos de intervenção que permitam ao Estado enfrentar os perigos ao patrimônio cultural ou natural; tomar as medidas jurídicas, científicas, técnicas, administrativas e financeiras cabíveis para identificar, proteger, conservar, valorizar e reabilitar o patrimônio”, diz o Artigo 5° do Guia Unesco

Funcionários da prefeitura estão no local fazendo a drenagem. Em nota, a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação garantiu que o trabalho será finalizado até o fim desta semana.

Sair da versão mobile