Ícone do site Notícia Preta

Durante quarentena da Covid-19, taxa de mortalidade em presídios do RJ é a maior dos últimos 6 anos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Presídio no Rio de Janeiro (arquivo) — Foto: Divulgação/Thathiana Gurgel/Arquivo DPRJ

Quarenta e oito pessoas (48) privadas de liberdade no Estado do Rio de Janeito morreram entre os dias 11 de março – data do primeiro decreto de isolamento social – e a última sexta-feira (15). Este é o maior número para o período em 6 anos, de acordo com dados levantados pela Defensoria Pública estadual (DPRJ).

Em 65 dias de pandemia da Covid-19, houve um aumento de 33% do número de óbitos no sistema prisional em relação ao ano passado, de acordo com o levantamento.

Em entrevista ao portal G1 o coordenador de Defesa Criminal da DPRJ, Emanuel Queiroz, disse que “não há outra justificativa” para o aumento do número de mortes que “não passe” pela pandemia da Covid-19.

A falta de transparência e de acesso aos dados da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) não permite, entretanto, garantir que a doença esteja se alastrando pelas cadeias. Esta ausência de informações é alvo de ação civil pública movida pela DPRJ contra o estado.

Sair da versão mobile