Ícone do site Notícia Preta

Denúncias de racismo em SP deste ano já superam todo ano de 2021

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Entre os meses de janeiro a abril deste ano, o número de registro de denúncias de discriminação racial na Ouvidoria da Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania de São Paulo já supera, e muito, os registros do ano de 2021. Somente no primeiro quadrimestre de 2022 foram registradas 174 denúncias de injúria racial, contra 155 queixas em 2021. Quem revela esses dados é um levantamento realizado pela GloboNews e publicado nesta sexta-feira (6).

Foto: Ascom/ Prefeitura Paulista

No mesmo período do ano passado, foram 24 registros de denúncia de crimes raciais na Ouvidoria Estadual. De acordo com o levantamento, o crescente número está diretamente ligado à conscientização da população negra, além da divulgação do canal de denúncias do Órgão.

Na última semana, o Estado de São Paulo registrou três casos de racismo cm repercussão nacional: o primeiro foi na partida entre Corinthians e Boca Juniors, da Argentina, em que um torcedor foi flagrado imitando um macaco nas arquibancadas; o segundo, uma mulher que foi vítima de racismo no metrô de São Paulo, quando uma outra passageira disse que o cabelo dela “passaria doença”; e o terceiro caso, do vereador Camilo Cristófaro (sem partido), que foi flagrado durante uma seção da Câmara e disse que “só pode ser preto”, conversando com outra pessoa.

Leia Também: Comentarista de futebol da TV Band é vítima de racismo

Ainda segundo o levantamento, somente na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) foram registrados 25 boletins de ocorrência por crimes relacionados a preconceito quanto a raça, cor, etnia, procedência nacional entre janeiro e março deste ano. Em todo o ano de 2020 foram 72 e, em 2021, 79.

Sair da versão mobile