Ícone do site Notícia Preta

Medalhista de Ouro Brittney Griner é condenada na Rússia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A duas vezes medalhista de ouro olímpico pela seleção dos Estados Unidos, Brittney Griner foi condenada nesta quinta-feira (04) a nove anos de prisão por ter entrado na Rússia com cartuchos de vaporizadores com óleo de haxixe. A atleta estrela da WNBA apelou por sua vida durante a sentença e disse ter cometido um erro honesto pelo qual pretende pagar.

“Meus pais me ensinaram duas coisas importantes: uma, assumir responsabilidades e duas, trabalhar duro por tudo o que você tem. É por isso que me declarei culpada das acusações”, disse Griner, durante o julgamento ao repetir que não teve intenção de levar os cartuchos para o país ou ferir alguém. Na Rússia, a Cannabis é ilegal para fins medicinais e recreativos.

Brittney Griner / Foto: Getty Imagens

Uma questão política também ronda a situação da atleta, já que existem especulações de que a prisão de Brittney Griner inicie as negociações para uma troca de prisioneiros entre os Estados Unidos e a Rússia. A troca seria por um russo preso por tráfico de armas.

Leia também: Presidente do Haiti estava investigando autoridades ligadas ao tráfico de drogas quando foi morto, diz NYT

Durante o julgamento, Griner pediu ao juiz que não acabasse com sua vida com uma sentença de prisão severa: “Sei que todo mundo continua falando sobre peão político e política, mas espero que isso esteja longe deste tribunal”, disse Griner.

A prisão e condenação da atleta e a permanência dela na Rússia, contudo, acontece no contexto da tensão entre os Estados Unidos da América e o país russo. Brittney Griner foi detida em fevereiro, no aeroporto Sheremetyevo, em Moscou. Em sua bagagem foram encontrados cartuchos de vaporizador contendo óleo de haxixe. 

Sair da versão mobile