Ícone do site Notícia Preta

Festas de Iemanjá e dos Pretos Velhos se tornam patrimônio de BH

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nesta semana, as Festas de Iemanjá e dos Pretos Velhos foram reconhecidas como patrimônio imaterial da capital mineira. A decisão veio depois de uma votação, com resultado unânime, no Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte.

A partir de agora, com essa aprovação, as duas festas serão reconhecidas oficialmente como patrimônio cultural da cidade. Sendo assim, passam a fazer parte da lista de bens culturais que contam com a colaboração do poder público para sua assegurar a continuidade histórica.

Desde 2017, representantes das comunidades tradicionais de matrizes africanas e afro-brasileiras solicitam, mediante ao Conselho, esse reconhecimento.

De acordo com Juca Ferreira, secretário municipal de Cultura, o Brasil tem em sua formação histórica e cultural a presença, em todos os aspectos da vida, da herança afro, indígena e portuguesa. “No campo do sagrado, temos o aporte de todas essas matrizes culturais e é um espaço vital da nossa singularidade como povo. O registro do patrimônio imaterial da Festa de Iemanjá e da Festa dos Pretos Velhos reforça o esforço da Prefeitura de Belo Horizonte para valorizar, preservar e promover o nosso patrimônio e a cultura popular da cidade”, comenta.

Sair da versão mobile