Tribunal mantém condenação de casal que chamou babá de ‘negra’ e ‘favelada’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O casal Ansano Baccelli Júnior e Elisabete Bohemio Baccelli  foram obrigados a pagar R$ 10 mil de multa para uma babá que ofenderam em 2015, quando a moça tomava conta das crianças da sua patroa num prédio de um bairro nobre da capital paulista.

A Justiça de São Paulo manteve nesta semana a condenação do casal que chamou a profissional de “negra”, “favelada” e que não passava de “uma empregada”.

Foto ilustrativa

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça (TJ), a 14ª Câmara de Direito Criminal entendeu que, além de pagarem a multa, os réus devem prestar serviços à comunidade. O caso ainda cabe recurso.

Os acusados tinham recorrido da sentença anterior, mas o TJ manteve a condenação.

De acordo com o processo, a babá estava no térreo e pediu para uma moradora tomar cuidado, pois quase teria esbarrado nas crianças. A acusada, então, a chamou de “negra” e “favelada”. Depois, segundo a vítima, a moradora subiu para seu apartamento e desceu com o marido, iniciando nova discussão.

Além de repetirem que a babá era “negra”, os dois afirmaram que ela não passava “de uma empregada”. A mulher ainda teria seguro a babá pelo braço.

Por conta das ofensas, a vítima falou que foi encaminhada ao pronto-socorro com pressão alta.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.