Debate sobre a criminalização do aborto é tema de peça em Salvador

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Com atuação de Andréia Fábia, o espetáculo “A Reza” retrata o drama de uma mulher que sofre com a criminalização do aborto no Brasil. Em cartaz neste sábado (25), às 19h, no Teatro Gamboa Nova, em Salvador, a obra faz um alerta sobre a negação de direitos básicos e a privação do poder de decisão sobre seus corpos, sobretudo para mulheres negras. Utilizando uma linguagem poética e repleta de simbolismo, o monólogo coloca o aborto caseiros e clandestinos no centro do debate.

A direção e dramaturgia é assinada por Juliana Roiz, que trabalhou para que a performance envolvesse também os sentidos dos espectadores e fosse capaz de suscitar uma reflexão sobre as diversas formas de opressão sofridas pelas mulheres. Contendo elementos ritualísticos, o espetáculo cria uma atmosfera intimista, que torna mais pessoal e doloroso o desamparo das mulheres que passam por abortos irregulares no País.

Atriz Andréia Fábia em cena no espetáculo “A Reza”. Foto: Diney Araújo

Para a diretora Juliana Roiz, a obra é necessária para abrir o debate sobre a criminalização do aborto. “A Reza é mais que um espetáculo que aborda a temática do aborto caseiro, é uma ação artística que visa provocar uma maior conscientização a respeito das consequências de sua criminalização e da importância de sua legalização. Não sobre o que se deva pensar a respeito, mas a necessidade de se pensar sobre. A criminalização e proibição do aborto no Brasil deve ser repensada, falada, discutida e debatida”, comenta a encenadora.

Serviço:

Peça A Reza
Local: Teatro Gamboa Nova (Largo dos Aflitos),m Salvador, Bahia
Data: 18 e 25 de janeiro
Horário: 19h
Preço: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Mais informações: Vendas no local e no Sympla 

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.