Ícone do site Notícia Preta

Expo Favela: Feira vai conectar empreendedores da favela e asfalto  

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Feira de negócios com expositores que são empreendedores e startups da favela, a Expo Favela vai acontecer nos dias 16, 17 e 18 de abril, no World Trade Center, em São Paulo. O evento vai contar com palestras, workshops, exposições, rodadas de negócios, pitches de startups, mentorias, debates, cursos, shows, filmes, desfiles e muitas outras iniciativas criadas por moradores das favelas de todo o país. Os palestrantes que vêm da favela e do asfalto, empreendedores já confirmados são: Maria Cândida (empreendedora de salgados em Sergipe), Ana Maria (empreendedora de bolos em Minas Gerais), Glória Maria (empreendedora da beleza), DJ Alok, Kondizzila, Ana Karla Pereira, Luiza Helena Trajano, Preto Zezé, Christian Gebara (presidente da Vivo). 

Foto: Divulgação

“A ideia é trazer visões, como a do Alok, que é um cara do asfalto e do mundo, proporcionando conexões e até mesmo gerar oportunidades de negócios para ele e empreendedores da favela”, disse Celso Athayde, CEO da Favela Holding, que organiza o evento em entrevista à O GLOBO. 

Leia também: Fundador da CUFA lança fundo para acelerar negócios criados em comunidades

A curadoria oficial tem início nesta terça-feira, 22, no dia 22 de fevereiro pelo site . A seleção será realizada por três módulos empreendedores da favela, CEO’s de empresas do grupo Favela Holding, grupo de empresários especializados em startups e administradores do fundo de investimento Favelas Fundos. O objetivo da Expo Favela é promover um palco para este encontro com investidores que possam acelerar esses empreendimentos.  

“Quando eu falo que a favela não é carência, mas uma grande potência é uma forma de corrigir o olhar recheado de compaixão equivocada e preconceito contra para uma região que produz e consome 120 bi por ano. Por tanto é importante olhar a potência dessas pessoas, não apenas olhar para o que falta para elas. Para colocar na agenda a favela e sua movimentação escolhemos o WTC, espaço que está no epicentro econômico de São Paulo, onde circula boa parte do PIB brasileiro, os empreendedores da favela terão a oportunidade de se conectarem com os empreendedores do asfalto e fecharem grandes negócios”, explica Athayde. 

Celso Athayde é nascido na Baixada Fluminense e criado na Favela do Sapo, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Fundou a Central Única das Favelas (CUFA) e a Favela Holding, grupo de mais de 20 empresas voltadas para negócios sociais, que Celso é CEO. Em janeiro de 2022, Celso ganhou o Prêmio Schwab de empreendedor social do ano pelo Fórum Econômico Mundial. 

Sair da versão mobile